Rádio Comunitária Liberdade FM

Fone: (55) 3334-1147
E-mail: acadesca@gmail.com

Prefeito e Secretários visitam obra da Ceriluz em Arroio Bonito

10/02/2022

A Ceriluz deu início às obras da Central Geradora Hidrelétrica (CGH) Augusto Pestana, na localidade de Arroio Bonito. As máquinas estão no local e já fizeram as primeiras escavações para retirada do solo superficial, assim como formataram as primeiras ensecadeiras no rio. Agora o trabalho se concentra na perfuração da rocha com o objetivo de realizar a detonação no local que irá abrigar a Casa de Máquinas.
Essa etapa inicial foi apresentada na manhã de quarta-feira, 09, ao prefeito em exercício de Augusto Pestana, Gilberto João Zardin, e ao secretário de Obras, Edio Maehler. Eles foram recebidos no canteiro de obras pelo presidente em exercício da Ceriluz, Valmir Elton Seifert, pelo diretor secretário, Sandro Lorenzoni, e pelo engenheiro civil da Cooperativa, Juarez Bernardi.
“Agradecemos à Ceriluz por essa iniciativa de vir aqui ao município e implementar essa obra, de muita importância para nós, pela geração de receita, pela visibilidade, e com certeza, pela melhoria que dará para a distribuição de energia, beneficiando toda a comunidade pestanense”, afirmou o prefeito.
A Central Geradora Hidrelétrica (CGH) Augusto Pestana está com Licença Prévia e de Instalação emitida pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (FEPAM) desde o dia 24 de setembro de 2021, o que permite o início das obras. Além do início dos trabalhos físicos no local, a Cooperativa também já fez a encomenda dos equipamentos e geradores que compõe a Casa de Máquinas. A usina vai se caracterizar por uma barragem de 100 metros de largura e 4,2 metros de altura no rio Conceição, que fará o desvio da água para um canal que que será conduzida até a Casa de Máquinas. Esta contará com uma turbina com capacidade para 30m³/s, e um gerador de 1,4 MW. O restante da água, 3,33m³/s, irá transpor a barragem por meio de sistemas de vazão, para manter irrigada a chamada alça seca do rio, que será de apenas alguns metros. Essa capacidade instalada será possível a partir de uma queda de seis metros, entre o ponto de coleta da água na barragem e o ponto da turbina hidráulica.

FONTE:
Carla Severo
Prefeitura de Augusto Pestana/RS
Assessoria de Comunicação